Buscar
  • Beja Santos

Acne ligeira e moderada – como prevenir, como tratar



Mário Beja Santos: É a mais comum das doenças de pele. Apresenta-se como uma inflamação causada pela obstrução dos poros devido à produção excessiva de gordura, em consequência formam-se comedões (pontos brancos ou negros), borbulhas e, nos casos mais graves, pústulas (borbulhas inflamadas e com pus). Não escolhe idades, mas é mais frequente em adolescentes e adultos jovens. Aparece sobretudo nos rapazes (uma vez que está relacionada com os níveis aumentados de testosterona e de androgénios), podendo surgir em diversas zonas do corpo, com predomínio no rosto. A chamada acne tardia tem diversas causas, como sejam as alterações hormonais durante a gravidez, a toma de alguns medicamentos com corticosteroides, androgénios, medicamentos destinados a diminuir a ação do sistema imunitário, até como consequência do uso de cosméticos de base excessivamente oleosa.

É uma doença de pele desencadeada por alterações hormonais que estimulam excessivamente as glândulas sebáceas. Em circunstâncias normais, o sebo que se forma é eliminado pelo poro. Mas quando a produção é excessiva, há dificuldade na saída e na eliminação da gordura, o poro está obstruído, desenvolve-se uma inflamação. E caso venham a atuar as bactérias existentes na pele, a inflamação pode evoluir para uma situação mais complicada.

Há muitos mitos à volta da acne, que sensibilizam os jovens, preocupados com a sua aparência, até porque a acne pode deixar cicatrizes persistentes: a acne não surge devido à falta de higiene; o chocolate, os fritos e os frutos secos não provocam a acne; lavar a cara muitas vezes ao dia também não ajuda a acne, até a pode agravar. Certo e seguro não se devem espremer as borbulhas, pois pode levar ao aparecimento de cicatrizes irreversíveis.

É importante saber como prevenir e tratar a acne. Quando ela é ligeira e moderada, o aconselhamento farmacêutico poderá ter um papel bastante importante. A prevenção e a base do tratamento passam obrigatoriamente pela higiene diária e cuidada da pele. O mais apropriado é a lavagem da pele com um produto de limpeza adequado para peles oleosas e acneicas, optando por produtos cosméticos com a finalidade de diminuir a irritação, a seborreia e para restabelecer a hidratação cutânea (mas não podem ter uma base oleosa). Põem-se opções variadas para o seu tratamento. Habitualmente o tratamento é feito através da aplicação tópica de diferentes substâncias que promovem uma melhoria do estado da pele e das lesões. Há cuidados a ter ao fazer a barba. A lâmina não deve passar muito rente à pele, e, se possível, não devem fazer a barba todos os dias. Existem espumas e cremes de barbear contendo na sua composição peróxido de benzoílo, uma substância com propriedades antibacterianas e que favorece o desaparecimento dos comedões. Recomenda-se proteção das radiações solares, não só porque a exposição solar pode agravar a acne, mas também porque a maioria dos produtos usados no tratamento tópico ou oral para a acne pode tornar a pele mais sensível ao sol. Também a escolha de protetores solares deve estar dentro da gama dos produtos sem óleo. Nos casos mais rebeldes, o médico especialista poderá tratar a acne recorrendo a formulações de aplicação tópica contendo peróxido de benzoílo, adapaleno e/ou antibióticos ou ainda antibióticos e isotretinoína de administração oral, para além de um amplo conjunto de produtos de dermocosmética adequados à pele acneica.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo